EuFériasFilhos

Férias dos filhos e a solidão dos pais

3.55Kviews

Férias dos filhos

Este tem sido um tema que não sai da minha cabeça nos últimos dias.

Os meus filhos estão em Portugal, de férias, e nos voltamos para São Paulo para organizar a mudança…

É incrível como os filhos mexem com a nossa vida, ditam as nossas rotinas e dinâmicas da casa.

Depois deles tudo gira à volta deles e nada é mais como era antes deles.

o vazio dos pais…

Sempre ouvi dizer que havia muitos casais que se separavam depois de os filhos saírem de casa. Agora percebo isso perfeitamente. A verdade é que toda a nossa vida, o nosso dia a dia, gira à volta dos filhos, os programas, os horários as rotinas, tudo é adaptado de acordo com as crianças (com as suas necessidades e, às vezes, vontades).

Quando eles não estão parece que fica um vazio…

A primeira semana sem eles é ótima, finalmente um descanso, umas férias, uma trégua.

Na segunda semana já é estranho voltar para casa, estar tudo em silêncio, não termos a loucura dos banhos, jantar, trabalhos da escola, desenhos, dormir, etc…

Não termos horários nem obrigações.

Parece que voltamos a ser solteiros… a cumplicidade com a outra pessoa já é tanta que fazemos o que queremos quando queremos.

Só que os filhos existem!

Estão lá!

Por isso não é uma liberdade que nos saiba bem, é mais um vazio, estranho…. que por muito que saibamos que eles estão bem, de férias, que doi, que magoa.

Sim, nós Portugueses sabemos bem o quanto as saudades magoam!

As crianças ignoram os pais?

Depois também é engraçado ver a forma como eles reagem à nossa distância.

Cada vez que ligo a minha filha (4 anos) pega no telefone e fica a falar “mãmã”. Com vontade de me ver, mas não necessariamente de ficar a falar comigo.

O meu filho (6 anos) não está nem ai, quase não fala connosco. Parece que nos ignora de propósito como para nos castigar por não estarmos junto deles…

Dores de crescimento

Não sei se isto serão dores de crescimento dos pais e se com o passar do tempo custa cada vez menos, se alguma vez nos acostumamos… mas a verdade é que depois da primeira semana longe dos meus filhos a minha vida começa a ficar estranha… é mais que um vazio, é uma vida sem sentido!

 

Mafalda Lourenço
Mãe de 2 filhos (Francisco e Soledade), Advogada, Consulesa de Portugal em São Paulo, Dona de casa ... Curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Pós graduada em Direito do Consumo Curso de Consultoria e Imagem da Escola Panamericana de São Paulo Igual a qualquer mulher!